Cardápio

  • social

Cardápio

Todo mundo sabe que comer bem traz benefícios para a saúde, ajuda a nos manter ativos para realizar as tarefas do dia a dia e melhora até o humor. Uma alimentação saudável é aquela que reúne todas as substâncias químicas de que o corpo precisa para funcionar corretamente.

É muito importante a diversidade de ingredientes em todas as refeições, com equilíbrio entre carboidratos, proteínas, gorduras, vitaminas e minerais. Na escola, um espaço ocupado por crianças e jovens, isso se torna ainda mais relevante e atraente.

“O fato é que na escola se formam as bases do comportamento no que diz respeito à alimentação”, diz a nutricionista Nina Flávia de Almeida Amorim, responsável técnica pelo projeto A Escola Promovendo Hábitos Alimentares Saudáveis, do Observatório de Políticas de Segurança Alimentar e Nutrição da Universidade de Brasília (UnB). Ela ressalta que, em média, as crianças consomem de 25 a 33% das calorias diárias no ambiente escolar, entre merenda e lanche, desde a hora em qsue chegam para a aula até o momento em que voltam para casa.

É por isso que o Colégio Aldeia dos Pandavas propõe o lanche coletivo obrigatório até o 4º ano do ensino fundamental I, e a opção de lanche, almoço e janta para todos os alunos que ficam em horário integral ou precisam se alimentar na escola.

Alimentação saudável, em dez passos

  1. Família, professor e gestor escolar devem trabalhar juntos para estimular as crianças e os adolescentes a terem uma alimentação mais saudável.
  2. No almoço e no jantar, inclua diariamente alimentos do grupo dos cereais (arroz, milho, trigo, pães e massas), dos tubérculos (batatas) e das raízes (mandioca). Dê preferência aos grãos integrais e aos alimentos na sua forma mais natural.
  3. Faça pelo menos três refeições (café da manhã, almoço e jantar) e dois lanches saudáveis por dia, e não pule as refeições. Fazer um lanche saudável no recreio é essencial!
  4. Inclua diariamente legumes e verduras como parte das refeições, e frutas nas sobremesas e nos lanches.
  5. Coma feijão com arroz todos os dias ou, pelo menos, cinco vezes por semana. Esse prato brasileiro é uma combinação completa de proteínas e muito bom para a saúde. Varie os tipos de feijão (preto, carioquinha, verde e de corda, entre outros).
  6. Consuma leite e derivados diariamente, assim como carnes, aves, peixes ou ovos. Retirar a gordura aparente das carnes e a pele das aves antes da preparação torna esses alimentos mais saudáveis.
  7. Reduza o consumo de óleos vegetais, azeite, manteiga ou margarina.
  8. Evite refrigerantes e sucos industrializados, bolos, biscoitos doces e recheados, sobremesas e outras guloseimas como regra da alimentação. Uma boa dica para dar aos pais é substituir esses alimentos por frutas no lanche das crianças. Dar preferência ao
  9. consumo de frutas da estação é legal, pois estas são mais baratas e nutritivas.
  10. Reduza a quantidade de sal na preparação da comida e retire o saleiro da mesa.
  11. Beba pelo menos 2 litros (seis a oito copos) de água por dia. Dê preferência ao consumo de água nos intervalos das refeições. Tenha sempre uma garrafinha com água por perto.
  12. Torne sua vida mais saudável. Pratique pelo menos 30 minutos de atividade física todos os dias e evite as bebidas alcoólicas e o fumo. Brincar e praticar esportes faz bem à saúde.

Fonte: Revista Nova Escola – Editora Abril